terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Omelete de Jiló.

Eu havia saído de um culto jovem num sábado à tarde.
Devido às atividades do dia, o meu estômago avisava, através de barulhos misteriosos, que estava faltando alguma coisa sólida por lá.



Fui para a casa de um amigo para conversarmos um pouco mais. Enquanto dialogávamos, ele começou a cortar animadamente alguns jilós (isso mesmo, aquele legume amargo que metade da Via Láctea detesta).

Fez também um molho com cebola, tomate e temperos numa frigideira e jogou as “rodelas” do amargoso lá dentro. Começou a mexer de forma cadenciada e constante com uma colher de pau para que não queimasse. Enquanto isso, outra panela de arroz borbulhava e fumegava vizinha àquela jaroba disforme.

Apesar da fome, fiquei pensando comigo mesmo que jamais colocaria aquela gororoba esverdeada em minha boca.

O papo seguiu e logo em seguida ele foi até a geladeira e pegou uns cinco ou seis ovos e “pocou” sobre na frigideira, formando um mexidão do jiló, já dourado, com ovos fritos. A coisa tava ficando dramática; o gran finale começava a se aproximar.

Como eu gosto de ovos fritos comecei a considerar a remota possibilidade de apenas provar daquela coisa que, misturada com o arroz branquinho e solto, formou um prato no mínimo muito exótico.

Meu amigo então pegou dois pratos no armário e serviu duas porções da sua obra prima de culinária; em seguida me entregou o prato, que prontamente recusei.

Aí é que vem a moral da história: se eu nunca havia comido jiló, POR QUE NÃO COMER?

É isso que acontece com a maioria das pessoas. Colocam alguma idéia na cabeça, não se sabe porquê, e a partir dali se recusam a pensar de forma diferente, mesmo que passem décadas.

Resolvi experimentar o mexidão de jiló. Não sei se foi a fome ou sei lá o quê, mas acabei comendo tudo e repetindo.

Gostei tanto que noutro dia resolvi fazer eu mesmo em minha casa. E com a ajuda da minha digníssima esposa, acabou ficando muito legal.

Eu havia quebrado um paradigma inútil colocado em minha mente desde a infância. A partir daí comecei a mudar alguns comportamentos desnecessários e sem proveito e aprendi a viver mais plenamente.

Experimente você também algumas "omeletes de jiló" e descubra que pode não ser tão ruim quanto você pensa; passe a quebrar maus hábitos ou posturas tolas que não te levam a lugar nenhum, e substitua por hábitos saudáveis e de melhor aproveitamento.

Ler, por exemplo, é um bom começo.
A Bíblia é uma boa sugestão. Gosto muito de Eclesiastes.

15 comentários:

Nando disse...

Muito bom Robert!
Realmente,o tal jiló é "repudiado" por muita gente,eu,por exemplo,não sou muito "fã" do mesmo,me lembro de ter comido uma única vez,em Belo Horizonte,no Mercado Central.Confesso que não foi ruim,mas já se passaram 8 anos sem que eu "provasse" novamente o danado!
Na vida também acontece muito disso,coisas que julgamos serem ruins acabam tornando-se muito prazerosas,como ler o "espírito de profecia",por exemplo...confesso que achava ser enfadonho,mas descubro,a cada página,o prazer de conhecer a Jesus,de uma maneira bem detalhada!
Devemos "experimentar" os "jilós" que estão "à nossa mesa",pode ser que gostemos deles!!!
Forte abraço,Robert!!!

Nando disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Roberto Barreto disse...

Não estou mais contendo essa amarga curiosidade. Fernando fala de que ou de quem ??

Kennedy B. disse...

sempre temos muitos problemas para quebrar paradigmas...

por exemplo, estou doido pra quebrar esse paradigma do jiló!

maaas, Roberto me prometeu esse omelete de jiló há alguns ANOS, rs, e ainda não o fez..

Kennedy B. disse...

como assim, o que ou quem? pelo que eu entendi ele comeu e não gostou né? rs!

Rafael Pavão disse...

Hummm..Tipo assim..acho que se vc não gosta de comer algo deve ser pq vc não preparou direito pra ser servido..as aparencias, o gosto amargo, a decepção de não ter gostado deve ter cido pq o gosto de sua boca estava amargo e vc não soube aproveitar o sabor..Se não gostou e se arrependeu pq fica tentado melhorar o sabor se vc não quer mais..vc me entende ne FERNANDO !!!

Lualga disse...

Bom .. Eu acho que as aparências enganam sim!
Ainda mais quando o convívio não é total ..
É só dias ..
Tem pessoas, que usam mascaras ..
MAS É SEMPRE BOM APROVEITAR TUDO ..
Eu fiz isso muitooo!!! rs

Mas a vida tá aiii .. pra ser vivida .. então vamos comer dos jilós (amargos), dos tamarindos (azedos) .. E tudo o que aparcer ..
Se for pra quebrar a cara, quebre .. mas nunca diga eu não errei pq não tentei !!!

Valeu abraços!

Kennedy B. disse...

'Como o Nando citou,'
depois que quebramos alguns "paradigmas", percebemos que seria melhor não tê-lo quebrado!

mas, isso não é uma coisa ruim, aprendemos e muito com nossos erros, e assim, mudamos o conceito de certo ou errado, mudamos interesses e conseguimos aprender novas maneiras de reagir as mudanças!

- Jesus (como homem) foi o maior "quebrador de paradigmas inúteis", nosso Maior Exemplo!

Lualga disse...

Outro ponto de vista:
A vida tá ai com coisas que aparentemente não gostamos, ou dizemos que não .. sem mesmo antes experimentar!
Ao quebrar certos tipos de paradigmas .. vencemos a barreira de nossa "ignorância" ..

Ameiii a matéria!

Anônimo disse...

BOM DIA A TODOS!!!BOM...ESTA É A MINHA PRIMEIRA PARTICIPAÇÃO NO BLOG...ADOREI OS TEXTOS..SÃO BEM EXPLICATIVOS E INTELIGENTES.MOSTRAM O CONTIDIANO E A VIDA DE UMA FORMA BEM SENSATA....
AGORA PESSOAS FAZER PROVEITO DE UM TEXTO PARA TENTAR OFENDER OUTRAS PESSOAS..HAAA...ISSO NÃO...ACHO QUE NÃO TENHO O DIREITO DE JULGAR NINGUEM...ACHO(ISSO É UM PENSAMENTO PARTICULAR CLARO,SOMENTE UMA OPINIÃO)QUE AS COISAS DEVEM SER RESOLVIDAS COM DIALOGO E NÃO COM OFENSAS...(VOLTO A REPETIR..SOMENTE UMA OPINIÃO E NÃO UM JULGAMENTO)...PALAVRAS MARCAM MAIS QUE MUITAS VEZES UMA VIOLENCIA CORPORAL....."ACHO" QUE DEVEMOS SEMPRE PENSAR 2..3..4..5 OU ATÉ MAIS VEZES O QUE VAMOS FALAR PARA NÃO OFENDER AS PESSOA... ME LEMBRO DE UM FRASE QUE SE ENCAIXA NISSO TUDO: " DEVEMOS AMAR AS PESSOAS E USAR OS OBJETOS E NÃO AMAR OS OBJETOS E USAS AS PESSOAS"!.....ROBERTO MAIS UMA VEZ PARABENS POR ESTA IDEIA DE TER CRIADO ESSE BLOG...

Nando disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JUNINHO DE MELO disse...

bom, acho que muitas vezes quando temos a impressão de ter comido algo ruim...não foi bem assim apenas não soubemos apreciar bem esse prato, ou apenas não estava na mistura correta, pois tudo na vida é uma questao de combinação, se as coisas, sabores, cores, cheriros, etc... não se misturarem de uma maneira correta logicamente não ira sair nada que preste dessa mistura...
tudo na vida é uma questao de acerta essa mistura para que os sabores sejam os melhores possiveis...
simplismente exitem misturas que numca dao certo mesmo e outra que combinam perfeitamente...
outras podem ser ruins para alguns e otimo para outro...isso é so uma questao de saber desfrutar da melhor maneira possivel, para sim, tirar o que ha de melhor...

adiretoria disse...

BOM DIA A TODOS!!!BOM...ESTA É A MINHA PRIMEIRA PARTICIPAÇÃO NO BLOG...ADOREI OS TEXTOS..SÃO BEM EXPLICATIVOS E INTELIGENTES.MOSTRAM O CONTIDIANO E A VIDA DE UMA FORMA BEM SENSATA....
AGORA PESSOAS FAZER PROVEITO DE UM TEXTO PARA TENTAR OFENDER OUTRAS PESSOAS..HAAA...ISSO NÃO...ACHO QUE NÃO TENHO O DIREITO DE JULGAR NINGUEM...ACHO(ISSO É UM PENSAMENTO PARTICULAR CLARO,SOMENTE UMA OPINIÃO)QUE AS COISAS DEVEM SER RESOLVIDAS COM DIALOGO E NÃO COM OFENSAS...(VOLTO A REPETIR..SOMENTE UMA OPINIÃO E NÃO UM JULGAMENTO)...PALAVRAS MARCAM MAIS QUE MUITAS VEZES UMA VIOLENCIA CORPORAL....."ACHO" QUE DEVEMOS SEMPRE PENSAR 2..3..4..5 OU ATÉ MAIS VEZES O QUE VAMOS FALAR PARA NÃO OFENDER AS PESSOA... ME LEMBRO DE UM FRASE QUE SE ENCAIXA NISSO TUDO: " DEVEMOS AMAR AS PESSOAS E USAR OS OBJETOS E NÃO AMAR OS OBJETOS E USAS AS PESSOAS"!.....ROBERTO MAIS UMA VEZ PARABENS POR ESTA IDEIA DE TER CRIADO ESSE BLOG...



GENTE CORRIGINDO: EU POSTEI ESTE COMENTARIO MAIS COMO É MINHA 1ª VEZ NO SITE NÃO CONSEGUI MANDAR CORRETAMENTE, PEDIR AJUDA AOS MEUS AMIGOS E ELES ME ENSINARAM...aff..(RISOS)...ENTÃO VAI AI NOVAMENTE PARA QUE TODOS PERCEBAM A MINHA OPINIÃO.
OBS.: DISSE QUE ERA A MINHA 1ª VEZ NO SITE NA PRIMEIRA FRASE DO COMENTARIO...
OBRIGADA

FLÁVIA

Chris disse...

"Colocam alguma idéia na cabeça, não se sabe porquê, e a partir dali se recusam a pensar de forma diferente, mesmo que passem décadas."
VERDADE! COMO SEMPRE... TEXTO BEM CRIATIVO...
DEVEMOS AMADURECER, E PARA TANTO É NECESSÁRIO SERMOS NÓS, E NÃO O QUE QUEREM QUE SEJAMOS...PODENDO EM QUELQUER ÉPOCA E SITUAÇÃO, MUDAR-MOS NOSSA FORMA DE PENSAR E AGIR, POR NÓS MESMOS E NUNCA PELOS OUTROS.

Roberto Barreto disse...

Nunca pensei que essa omelete de jiló fosse ficar tão indigesta e gerar tanta polêmica.

Mas apesar dos desagrados, com certeza, muitos dos assíduos leitores dessas páginas aprenderam lições importantes e necessárias até.

O cuidado com as palavras é muito necessário (falei disso no blog saco de penas ao vento) e devo lembrar que mesmo arrancando os pregos da madeira, lá continuam as marcas.

Vamos quebrar esse maldito paradigna de falar tudo que "vem à telha" e deixar de dar tantas alfinetas recíprocas. Lembrem-se que a pele é humana.